Galerias Saint Hubert

As Galerias Saint Hubert, criadas em 1847, foram as primeiras galerias comerciais da Europa e, hoje em dia, continuam sendo as mais elegantes.

As Galerias Saint Hubert, criadas em 1847, foram as primeiras galerias comerciais da Europa e, ainda hoje, continuam sendo as mais elegantes. Medem ao redor de 200 metros de comprimento e estão cobertas por uma enorme cúpula de cristal que deixa passar a luz, mas não a chuva.

As Galerias Saint Hubert, também conhecidas como Galerias Royales Saint-Hubert, estão divididas em três zonas: a Galeria da Rainha, a Galeria do Rei e a Galeria dos Príncipes.

No interior prevalece uma grande tranquilidade e podemos ver dezenas de vitrines decoradas de maneira luxuosa e cheia de detalhes: diversas joalherias, lojas de chocolate, lojas exclusivas de moda, restaurantes e cafeterias de qualidade e inclusive um pequeno teatro e um cinema. 

As galerias praticamente conectam a zona do Teatro da Monnaie com a Grand Place, criando uma conexão entre a parte histórica de Bruxelas e uma parte mais moderna.

Você pode entrar nas galerias pela Rue du Marché aux Herbes, a Rue des Bouchers ou a Rue de l’Ecuyer.

Uma joia bem conservada

Entre os anos 1820 e 1880 foram construídas sete galerias comerciais em Bruxelas. Hoje em dia são mantidas apenas três delas: as Galerias de Saint Hubert, as Galerias Bortier e Northern Passage.

Desde 1850, as Galerias St Hubert são um ponto de encontro para artistas e intelectuais e também para os turistas que passeiam e tiram fotos sem parar. 

Transporte

Metrô: Gare Centrale, linhas 1 e 5.
Bonde: Bourse, linhas 3, 4, 31, 32 e 33.
Ônibus: Arenberg, linhas 29, 38, 63, 66, 71 e 86.

Lugares próximos

Jeanneke Pis (104 m)
Museu da Cidade de Bruxelas (178 m)
Grand Place de Bruxelas (206 m)
Catedral de Bruxelas (319 m)
Manneken Pis (467 m)