Museu Belvue

Museu Belvue

O Museu Belvue apresenta a história da Bélgica desde a Revolução de 1830 até a criação do Estado Federal atual.

O Museu Belvue é dedicado à democracia e à história da Bélgica. Apesar de ser um país muito jovem, a Bélgica conta com uma história muito intensa desde a Revolução de 1830 até a criação do Estado Federal atual. 

O museu tem uma localização inigualável, ao lado do Palácio Real e sobre as ruínas do Palácio de Coudenberg.

Antes de se tornar um museu, o edifício era um hotel de luxo que mais tarde serviu como local de residência para vários membros da família real.

Coleção

O Museu Belvue conta com mais de 1.500 documentos, fotografias e filmes históricos, além de outros objetos que ajudam a retratar os momentos fundamentais da história do país.

A luta pelo voto universal, os levantes populares, o nascimento das instituições europeias, a Revolução Industrial ou as guerras mundiais são alguns dos temas tratados ao longo das nove salas que formam o museu.

Para conhecer a história da Bélgica 

O Museu Belvue apresenta uma coleção muito completa e organizada que resume os momentos mais importantes da história do país. É uma visita muito tranquila, mas você deve reservar pelo menos duas horas para conhecê-lo.

Através do museu também é permitido o acesso às ruínas do antigo Palácio Ducal de Coudenberg, destruído por um incêndio em 1731.

Horário

De terça a sexta: das 9:30 às 17:00 horas.
Sábados e domingos: das 10:00 às 18:00 horas.
Fechado: às segundas, 1º de janeiro e 25 de dezembro.
24 e 31 de dezembro: das 10:00 às 14:00 horas.

Preço

Adultos: 7€.
Terceira idade e grupos de mais de 15 pessoas: 6€.
De 18 a 25 anos e desempregados: 5€.
Menores de 18 anos: entrada gratuita.
Entrada gratuita com Brussels Card.

Transporte

Metrô: Parc, linhas 1 e 5.
Bonde: Palais, linhas 92 e 94.
Ônibus: Royale (linhas 38 e 71) ou Ducale (linhas 21, 27, 71 e 95).